Internet do futuro e viagens: como as tecnologias de IA, VR e Web3 podem mudar o turismo

por Gabriela Araújo

postado em

ANÚNCIOS

Tecnologias como inteligências artificiais, realidade virtual e Web3 já vêm sendo estudadas para trazer novas experiências aos turistas

O setor de tecnologia vem tomando um rumo cada vez mais descentralizado, algo que vem sendo reforçado com conceitos como o Web3. As pessoas estão cada vez mais interessadas em vivenciar experiências inéditas por meio de métodos pouco convencionais, algo que as novas tendências do segmento vêm explorando continuamente.

ANÚNCIOS

Neste cenário, o setor de viagens e turismo promete ser completamente transformado pelas tecnologias emergentes. Ferramentas como inteligência artificial e realidade virtual já estão sendo estudadas para proporcionar experiências realmente únicas aos turistas – em alguns casos, possibilitando conhecer lugares em qualquer país do mundo sem a necessidade de sair de casa!

Apesar de tudo ainda se encontrar em um estágio experimental, a expectativa é que muitas dessas inovações já comecem a ser implementadas em um futuro próximo. Por enquanto, tudo se limita a especulações e expectativas, mas já é possível ter uma boa noção de como serão as viagens do futuro.

Expandindo os horizontes com IAs

As inteligências artificiais são as protagonistas desta era moderna, e, em termos de inovação no setor de turismo, elas prometem desempenhar um papel fundamental. As possibilidades são praticamente infinitas, visando melhorias em processos relacionados aos check-ins de voos, rastreamento de malas e até mesmo nas barreiras linguísticas ao redor do globo.

ANÚNCIOS

A fim de agilizar os check-ins e reduzir as imensas filas dos aeroportos, a implementação de biometria, reconhecimento facial e até mesmo leitura de íris já vem sendo estudada pelo mundo. A tecnologia utilizaria algoritmos capazes de identificar as pessoas de acordo com um imenso banco de dados, levando em consideração seus atributos físicos.

Da mesma forma, as IAs também são capazes de rastrear malas com exatidão, por meio de uma etiqueta inteligente que pode se conectar ao smartphone do usuário. Contudo, a maior expectativa está nas ferramentas de tradução em tempo real, algo que já vem sendo desenvolvido por big techs como o Google. Através de fones de ouvido especiais, será possível entender qualquer idioma sem a necessidade de ser fluente, facilitando imensamente as viagens internacionais.

Viajando em realidade virtual

A realidade virtual também vem gerando grandes expectativas em relação ao turismo, especialmente devido a sua capacidade de promover experiências imersivas de uma forma única. Através de óculos específicos para VR, já é possível explorar diversos lugares do mundo sem sair de casa.

Por enquanto, o recurso ainda é bastante limitado, mas alguns pontos turísticos podem ser totalmente explorados dessa forma, como no caso da montanha Monte Fitzroy, que fica na fronteira do Chile com a Argentina.

Conforme esse recurso for aprimorado, as pessoas poderão utilizá-lo para descobrir se o destino realmente desperta seu interesse antes de comprar a passagem aérea e reservar hospedagem. Apesar de a realidade virtual não substituir a experiência de estar presente fisicamente naquele lugar, ela ainda será muito útil para ajudar os turistas a escolherem e planejarem melhor seus próximos passeios.

Deixe um comentário